Resenha - Crooked Arrows (Uma Equipe de Honra)



Uma Equipe de Honra (Crooked Arrows)
Ano: 2012
Direção: Steve Rash



Oi pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim.

Eu estava sem fazer nada e achei esse filme no Netflix, ele é aquele tipo de filme bem sessão da tarde, mas até que vale a pena só pela lição que ele transmite.

Crooked Arrows significa Flecha Quebrada e deveria ter sido mantido esse título, pois tem muito mais significado com a história do filme, mas até que desta vez eles conseguiram escolher um título substituto que também conseguiu agregar um pouco do que a história queria transmitir.


O filme conta a história de uma equipe de Lacrosse de uma escola de nativos americanos. O Lacrosse é um esporte crido pelos nativos americanos, aliás eles nem consideram um esporte, pois praticavam apenas para agradar os Deuses e em busca de uma vitória contra outro time.


O Lacrosse era algo muito importante para os nativos americanos, mas com os séculos o esporte ficou muito mais apreciado pelos norte americanos do que pelos descendentes dos nativos americanos. 



O time dessa escola de nativos americanos é o pior de todo o campeonato interescolar. A tribo deles obviamente fica decepcionada, pois seus antepassados eram grandes jogadores e agora os seus descendentes não conseguem manter a tradição.

O filho do líder da tribo, Joe Logan, é um mestiço que está tentando vender boa parte das terras do seu povo para construir um cassino (pelo que parece as terras dos nativos americanos é muito boa para construir cassinos, já que nas terras deles as leis são deles e justiça americana não pode interferir) e para ter a autorização ele precisa treinar o time de lacrosse da tribo, fazer com que eles ganhem o campeonato e assim recuperar a honra dos espíritos dos seus antepassados. 


Como eu já disse, esse filme é bem sessão da tarde, não é uma história muito bem construída, mas mesmo assim eu curti o filme. Apesar de ser um filme mais ou menos ele cumpre o seu papel de ensinar mais sobre a origem do lacrosse, de mostrar para as pessoas o quanto é importante respeitar as suas origens e as tradições e a cultura de um povo.



3 comentários

  1. Oie, tudo bom?
    A premissa do filme realmente é bem sessão da tarde, mas tem uma lição bacana. Não conhecia ainda, mas gostei da proposta.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi! Lá fora eles têm esportes bem diferentes dos que temo aqui, mas embora não façam parte de nosso cotidiano, filmes neste estilo sempre trazem uma bela mensagem. Dica anotada.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Apesar da premissa ser interessante, não é um filme que eu veria. Mas é legal essa lição que o filme aparenta passar.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir